domingo, 7 de outubro de 2012

SYPHON FILTER - TRILOGIA PSX!

Escrito e editado por: Edu-jb

Gênero: Ação
Ano de Lançamento: 1999, 2000 e 2001
Produtora: Eidetic/989 Studios/Sony CE
Plataforma: Playstation, PSP

Syphon Filter é uma importante série de ação lançada para o Playstation da Sony no final dos anos 90. Tinham em comum o tema baseado no terrorismo (muito antes da chamada Guerra ao Terror), sempre com muita ação, tiroteios e explosões. A série foi importante para definir muitos aspectos do tiro em terceira pessoa, especialmente no que se refere ao realismo (Head shot = morte instantânea mesmo que seja um chefe). O jogo acabou influenciando muitos dos jogos que vieram após, principalmente na geração seguinte. Agora falaremos de cada um deles mais detalhadamente.

SYPHON FILTER!
Revisão: lançado em 1999, o primeiro jogo da série já apresentava todos os conceitos que fizeram a série se tornar famosa. O nome Syphon Filter deriva de uma arma biológica que representa grande ameaça ao mundo ocidental. O jogo inicia com a investigação sobre o terrorista Erich Rhoemer. Quando o agente infiltrado Ellis é executado pela ex-KGB Mara Aramov, a Agência envia os agentes Gabriel Logan e Lian Xiang em uma missão para impedir Rhoemer e seus aliados de usar Syphon Filter em seu atentado. A partir daí os dois investigam variadas cidades pelo mundo procurando pistas e enfrentando corpo a corpo a ameça terrorista na busca por esta poderosa arma de destruição em massa.

Jogabilidade: sem dúvida o ponto alto do jogo. A exploração se dá no padrão aventura 3D, movimentação pela alavanca ou direcional. O triângulo funciona para ações especificas, R1 aciona a mira automática, L1 a mira manual, R2 e L2 permite deslocamento para os lados, quadrado atira, X abaixa e círculo rola. As armas podem ser trocadas pelo inventário ou pelo select. Durante o tiroteio é possível esquivar e se proteger usando qualquer parte do cenário como cobertura. Conforme dito, o tiro na cabeça é letal, mesmo que estejamos falando de inimigos especiais ou chefes. O personagem possui uma barra de vida que pode ser ampliada se um colete for equipado. Logan joga durante as fases, recebendo ajuda de Lian por rádio ou em campo durante momentos específicos. Todas as armas usadas pelos inimigos podem ser pegas e equipadas, incluindo munição, colete e granadas.

Pros: o jogo apresenta uma qualidade impressionante por conseguir transpor a ação constante dos first person shooter em um jogo em terceira pessoa. O extremo realismo do game agrada em cheio os fãs de ação, não há inimigos super poderosos, todo mundo morre da mesma forma, a menos que use equipamentos específicos. O roteiro do jogo é muito interessante, prendendo o jogador ao usar temas como armas biológicas e terrorismo. Fora isso o jogo tem uma trilha sonora muito boa e armas muito realistas, tanto em visual quanto em detalhes e descrição.

Contras: o jogo apresenta alguns bugs (típicos dos jogos de ação 3D do psx). Algumas missões tendem a ser apelativas, especialmente por causa do número absurdo e irreal de inimigos, o que pode tornar alguns pontos levemente irritantes.

Screenshots:











Trailer:

Considerações Finais: Syphon Filter ajudou a definir o que o Third Person Shooter seria dali em diante. Mesmo sendo uma marca exclusiva da Sony, o jogo alcançou muito respeito e reconhecimento. O roteiro usou temas como ameaça global e terrorismo muito antes de isso virar pauta frequente (após os eventos de 11 de setembro de 2001). Um jogo lendário que gerou boas continuações, duas delas ainda no psx conforme comentaremos a seguir.



SYPHON FILTER 2!
Revisão: no ano seguinte, Syphon Filter 2 foi lançado. Com o sucesso do primeiro, o jogo foi muito expandido em tamanho (agora em dois CDs) ainda que mantivesse a mesma fórmula e opções do jogo anterior. A história é continuação direta. Quem não jogou o primeiro pode ter spoilers abaixo, fique avisado.

Jogabilidade: a movimentação do personagem é exatamente aquela descrita para o primeiro jogo. A grande inovação deste jogo é permitir jogar com Lian, que cativou muitos fãs no primeiro título. Não é possível escolher ou alternar entre os dois, cada um tem suas missões de acordo com o roteiro do jogo. O jogo em si permanece muito semelhante ao primeiro, com muita ação seguida da busca de algum objeto de interesse. Além do modo de campanha, o jogo criou um modo versus, onde dois jogadores podem se enfrentar com os avatares e as armas qu quiserem em determinados cenários do jogo, algo extremamente simples mas surpreendentemente divertido.

Pros: o jogo mantém a mesma ação constante do jogo anterior, mas é consideravelmente maior. O número de armas também foi expandido e agora há a possibilidade de jogar com dois personagens, cuja roupa altera perfeitamente de acordo com a missão executada. Muitas missões de stealth foram incluídas. Alguns dos bugs do primeiro jogo foram corrigidos. Os cenários são muito interessantes pela diversidade e por retratar bem a cidade em que se passa. Por fim, o modo versus é muito divertido para jogar com amigos, um modo rápido e dinâmico de desafio.

Contras: apesar dos avanços gráficos, o jogo segue sendo mais do mesmo. Quem achou o primeiro jogo limitado (fórmula: mata todos no cenário e aperta triângulo para pegar item/desativar bomba/acionar painel) vai ter a mesma visão deste jogo, que não se preocupou tanto com diversificar as fases. A questão de controlar Lian foi certamente uma boa ideia, mas não há real diferença entre eles durante o gameplay.

Screenshots:


















Trailer:


Considerações Finais: considero Syphon Filter 2 o melhor jogo da série até hoje. A incrível diversidade dos cenários, a correção dos principais bugs que tanto atrapalhavam o primeiro e o roteiro forte e consistente tornam este jogo comparável aos grandes filmes de ação. Na época que este jogo foi lançado havia poucas opções neste estilo, o que certamente o destaca entre seus contemporâneos.


SYPHON FILTER 3!
Revisão: o terceiro jogo da série foi lançado em 2001 e foi o último da trilogia para o Playstation. O jogo apresentou muitos avanços na questão gráfica e sonora em relação aos primeiros. No entanto, a história do jogo é muito mais simples e muito menor que a do seu antecessor. Novamente teremos mínimos spoilers no texto a seguir, quem clicar para mostrar está avisado.

Jogabilidade: ficou exatamente igual ao do segundo jogo no que se refere à movimentação do personagem e do modo versus. A grande diferença é que além de Logan e Lian, mais dois personagens podem ser controlados em fases específicas, Teresa Lipan e Lawrence Mujari. Além dos modos tradicionais, um modo extra de desafio single player foi criado, garantindo ainda mais tempo de jogo, já que as missões do storyline em si são curtas.

Pros: o jogo mantem a tradicional qualidade da série, desta vez com uma produção ainda melhor (som, gráficos e cenários), mais armas e mais personagens controláveis.

Contras: não há nenhuma inovação à série e mesmo o roteiro não evolui muito, já que apenas as missões finais tem realmente alguma repercussão na história futura. A adição de mais personagens não alterou em nada a jogabilidade já que eles não possuem características próprias.

Screenshots:



Trailer:


Considerações Finais: o terceiro jogo encerra esta maravilhosa série, jogos que seguramente ficou entre as melhores para o Playstation. Três grandes clássicos que mesmo hoje, com tantos avanços feitos no estilo, seguem atuais. Recomendo para fãs de jogos em terceira pessoa em geral e, claro, para quem se tornou fã da série nos lançamentos mais recentes para PSP ou PS2. Considero a série Syphon Filter uma das mais importantes dos videogames. Talvez esteja errado, mas a maneira como o roteiro é trabalhado lembra muitos filmes e séries de ação que vieram depois, destaco as séries Alias e 24 horas, as quais gosto muito. Não sei se houve inspiração direta ou apenas uma similaridade por influências comuns, mas certamente há muia coisa parecida. O jogo foi recentemente disponibilizado na Playstation Network, o que garante o acesso a boa parte do público.


4 comentários:

  1. Fazia a mínima ideia do que se tratava a série. Eu vivi momentos sádicos quando criança ao jogar só o 3 xD Dos tempos em que você só joga pra fazer alguma coisa xD
    Lembro que tinha uma arma infinita de choque xD kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk' Queria nem rir xD
    A pessoa soltava a cordinha e pipocava geral XD Eu ficava só nisso xD Depois parece que tinha que matar alguem a distância do alto de um prédio, ou eu estou equivocado. Nunca passava dai xD

    ResponderExcluir
  2. Write more, thats all I have to say. Literally, it seems as though
    you relied on the video to make your point. You clearly know what youre talking about,
    why throw away your intelligence on just posting videos to your weblog when you could be giving us something enlightening to
    read?

    Review my site; Www.dougbrummel.com

    ResponderExcluir
  3. Currently it seems like Expression Engine is the top blogging platform available right now.
    (from what I've read) Is that what you are using on your blog?

    Here is my blog post :: handsome men

    ResponderExcluir
  4. Thanks for another informative site. The place else may just I am getting that type of information written in such an ideal approach?
    I have a mission that I am just now running on, and I've been at the look out for such information.

    Feel free to visit my web blog Best Video Marketing

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...