quinta-feira, 24 de maio de 2012

NEED FOR SPEED: MOST WANTED & CARBON!

Escrito e editado por: Mr.Gameworld

Gênero: Corrida
Plataforma: Playstation 2, PC, Gamecube, XBOX, Playstation 3 (PSN)
Ano de Lançamento: 2005 (Most Wanted), 2006 (Carbon)
Produtora: EA Games

NEED FOR SPEED: MOST WANTED!

Revisão: talvez poucos aqui saibam, mas eu, Mr.Gameworld, sou um grande fã da série Need For Speed já há muitos anos. Essa paixão toda vem do fato de que gosto muito de carros na vida real, e isso é transmitido para o videogame. Sei que essa será uma postagem devéras polêmica, pois sabemos das rixas que temos entre Need For Speed e outros famosos títulos de corrida, mas esse não é o momento para entrar em tais discussões. Para quem não sabe (ou não conhece os mais antigos), Need For Speed foi uma série que teve inicio ainda na época do PSX. Com o passar dos anos, sua popularidade foi crescendo muito, chegando ao ponto que hoje estamos, onde Need For Speed é possivelmente a mais famosa franquia de games de corrida. Pois hoje venho apresentar à vocês dois excelentes títulos do PS2, começando por Need For Speed: Most Wanted: tudo tem inicio nas ruas de Rockport City em corrida entre o protagonista do jogo  (a quem você dará um nome, assumindo seu papel) e o vilão Clarence "Razor", onde o Sargento Cross persegue ambos na tentativa de acabar com as corridas ilegais nas avenidas da cidade. O game mostra então o que havia ocorrido 6 dias antes: uma grande competição entre o protagonista e um grupo de corredores liderados por Razor. Após vencê-los, chega a vez de correr com o proprio "Razor" (devolta ao presente mostrado anteriormente). Com o incentivo de Mia Townsend (interpretada pela belíssima Josie Maran), o desafio é aceito e a corrida se inicia. Porem, no meio do percurso Mia avisa sobre uma sabotagem que causava problemas no BMW M3 do protagonista, que o obriga a desistir da corrida, entregando a vitória para o vilão. Como seu BMW M3 havia sido apostado na corrida, Razor leva o carro. Sem ter como fugir, o protagonista acaba preso por Cross. Porem, Mia dá um jeito de tirá-lo da prisão, pois tinha interesses em suas habilidades na direção. A gata então avisa sobre a situação de Rockport: um grupo dos 15 corredores mais procurados pelo Departamento de Policia de Rockport estava a todo o vapor, sendo necessário competir e ganhar de todos eles para ter uma nova oportunidade de correr com Razor, o definitivamente mais procurado corredor da cidade! Agora é tudo com você! Escolha seu carro inicial e pise fundo para faturar todas as corridas e chegar até Razor, para ter sua tão esperada revanche (e seu BMW M3 de volta)! Prepare-se para muita adrenalina, pois em Most Wanted, garanto a você que isso você terá de sobra!

Jogabilidade: a base da jogabilidade clássica da serie Need For Speed se manteve a mesma em Most Wanted: você terá uma serie de competições para encarar, onde você ganhará dinheiro, que será utilizado na compra de novas peças ou novos carros. Porém, Most Wanted trouxe diversas inovações, começando pelo fato de que a policia de Rockport terá um papel fundamental no funcionamento do jogo: a cada trecho você terá de enfrentar um dos corredores da Blacklist citada acima. Mas para chegar à esse corredor (ou seja: para de fato abrir a corrida contra ele), você deverá primeiro ganhar um exigido número de corridas simples. Além disso, será necessário aumentar o seu Bounty, ou seja: o seu nível de procurado. Quanto mais procurado você for, mais pontuação você terá, fazendo assim com que você suba na Blacklist enfrentando os chefes. Para aumentar sua pontuação de procurado, tudo que você deve fazer é arranjar problemas com os policiais. Uma serie de detalhes definem uma perseguição eficiente, sendo que destruir viaturas e se manter perseguido por bastante tempo sempre são uma boa idéia (já nos Milestone Events - os eventos com a polícia acessados como corridas -, as especificações dos objetivos serão dadas). Mas é bom ficar de olho na barra "Heat" que se localiza ao lado do velocímetro de sua tela, pois quanto mais números estiverem acumulados nela, mais os policiais ficarão agressivos (usando novos carros e táticas avançadas para lhe cercar, mandando helicópteros que tornam o processo de fuga milhões de vezes mais demorado e usando os perigosos fura-pneus nas barreiras. Então, muita atenção!). Então, caso o carro que você está utilizando esteja tornando as perseguições difíceis e cansativas por estar com a barra de Heat muito alta, troque de carro por um determinado tempo, pois assim a barra Heat do carro anterior irá baixar e você poderá voltar a usá-lo tranquilamente. Fora das corridas, você poderá dirigir livremente pela cidade, podendo visitar as SafeHouses (local onde seus carros estarão guardados e onde você poderá salvar seu progresso) ou as lojas de peças e carros. Também é possivel seguir para tais localidades sem precisar dirigir, pois você poderá ir até elas por um processo automático pelos mapas. Para terminar por aqui, vale lembrar também que os tão cobiçados carros dos chefes podem ser adquiridos ao fim das corridas com eles. Porem, você precisará unicamente de sorte, pois terá de selecionar 2 de 6 prêmios secretos. 

Pros: os gráficos são excelentes, sendo considerados por muitos dos fãs da franquia um dos melhores do PS2 (não deixando muito - ou nada - a desejar em comparação à boa parte de seus sucessores); as perseguições são muito divertidas, lembrando as melhores cenas do cinema americano; existe uma boa variedade de corridas, com objetivos diferentes, que ajudam a não tornar o game monótono; a mudança de tempo é interessante. Em meio às corridas pode, por exemplo, ficar nublado e começar a chover (além das corridas ocorrem no entardecer e amanhecer em algumas ocasiões); as CutScenes em estilo filme foram uma proposta genial, dando um clima totalmente diferente para a historia do game; existe uma boa quantidade de carros, para todos os gostos (ou quase todos. Leia mais nos Contras), que marca inclusive a chegada de alguns automóveis esperados, como Lamborghini e Porsche (além de muitas novas máquinas)!

Contras: para os que jogaram primeiro os NFS posteriores, a ausência de alguns automóveis pode decepcionar um pouco em Most Wanted. Sim: estou falando dos maravilhosos Muscles, os clássicos e poderosos automóveis presentes em peso do Carbon para frente. São poucos os Muscles que poderão ser adquiridos, sendo eles apenas os lendários Ford Mustang GT e Chevrolet Camaro SS (sendo o ultimo exclusivo da versão Black Edition). Portanto, para quem espera outras lendas do automobilismo, melhor já se preparar para não vê-los nas lojas de carros, pois assim você não terá grandes decepções.  

Screenshots:











Trailer:


Considerações Finais: Need For Speed: Most Wanted é um grande jogo. Graficamente o game é muito belo, com cores e detalhes muito bem desenvolvidos, tanto nos cenários quanto nos carros. O jogo em si é sensacional, sendo extremamente divertido e empolgante. Além de tudo, temos Josie Maran no elenco (que alias fez um papel muito bom) estreando as CGs em formato cinema, que seriam levadas para outros títulos da serie.  Enfim: não há dúvida que motivos não irão faltar para você adorar NFS: Most Wanted! Então, se não jogou ainda, não fique ai de bobeira! Escolha seus carros e prepare-se para uma jornada de corridas e perseguições onde a adrenalina não acaba!


NEED FOR SPEED: CARBON!

Revisão:  após o sucesso absoluto de Need For Speed: Most Wanted, a EA Games não demorou a lançar seu sucessor. Apenas um ano depois, chagava ao mercado Need For Speed: Carbon, que prometia agradar os fãs de Most Wanted e Underground, mantendo as características principais que fizeram o sucesso de ambos, mas também trazendo algumas inovações para aqueles que esperavam mais possibilidades quando o assunto é o Tunning dos veículos. Mas esse é um assunto para o próximo tópico. A historia de Carbon se passa pouco tempo depois de Most Wanted (sendo uma continuação direta) e inicia-se com um Flashback que mostra uma corrida entre os mais famosos corredores de Palmont City, lideres das gangues que controlavam a cidade: Angie (líder dos 21st Street Crew), Kenji (líder dos Bushido) e Wolf (líder dos TFK). Porem, uma grande armadilha policial estava armada em determinado ponto por onde os carros passariam, justamente onde os corredores acabam sendo capturados, com exceção do protagonista do game, que se obriga a fugir da cidade após o ocorrido. Já nos tempos atuais, o protagonista retorna à cidade de Palmont através de uma rota pelos Canyons que rodeavam todo o seu território. A única coisa que ele não esperava é que o Sargento Cross (agora um caçador de recompensas) estava em sua cola. Uma perseguição começa, terminando com um acidente que acaba comprometendo o BMW M3 pilotado pelo protagonista. Pouco antes de ele ser preso por Cross, Darius (o temido líder da Stecked Deck) chega ao local e oferece à Cross uma quantia de dinheiro que pagaria a recompensa. Pouco tempo depois, a belíssima Nikki (interpretada por Emmanuelle Vaugier) entra em cena, brigando com o protagonista por ele ter voltado para Palmont (Nikki também esteve envolvida na grande corrida do passado, e entregou uma maleta para ele antes de ser pega pelos policiais). Darius então oferece uma nova oportunidade para ambos: formarem uma gangue, para ganhar espaço em Plamont City, juntamente com a oportunidade de derrubar o império de Angie, Kenji e Wolf, recuperando suas reputações como grandes corredores. E é ai que você entra nessa história! Por isso, escolha seu carro e esteja pronto para aprender como o trabalho em equipe funciona!

Jogabilidade: como eu já havia dito, Carbon segue a jogabilidade de seus antecessores, com todos os elementos que os tornaram famosos. Inclusive as eletrizantes perseguições com a policia permaneceram. Mas Carbon não vive somente de passado, pois assim como Most Wanted, ele traz algumas belas inovações para a franquia. A primeira que devo citar é o sistema de dominação de territórios. Logo no inicio do modo Career, você terá de criar um logo e um nome que irão representar sua gangue. Assim que você tiver acesso ao mapa, perceberá que cada território de Palmont tem uma cor diferente. Essas cores representam as demais gangues que dominam cada área. Para dominar um território, você deverá vencer certo numero de corridas. Assim que uma área inimiga inteira estiver no seu comando, você deverá encarar o chefe daquela gangue (o que normalmente costuma ser um desafio e tanto). Assim como em Most Wanted, você terá a oportunidade de escolher os prêmios secretos ao termino da corrida com os chefes, sendo que poderá também ganhar o carro deles (garanto a você: vale muito tentar!). As corridas contra os chefes se dividem em duas partes: 1) o desafio nas estradas e 2) o desafio nos Canyons. No ultimo, você deverá permanecer na cola do adversário, para não perder por baixa pontuação (é possivel também passar deles, para ganhar a vitória com apenas segundos de corrida. Mas para isso você precisará ter um carro muito mais potente que o deles, o que gera custos imensos). O sistema de Tuning de Carbon também apresenta uma inovação: a possibilidade de fazer peças de carbono (por isso do subtítulo do game). Você poderá moldar as peças com muita liberdade, aumentando-as ou diminuindo-os, tudo isso para criar peças que tenham a sua cara! Existe realmente uma infinidade de possibilidades nesse sentido, tornando NFS: Carbon um game bem mais adequado para aqueles que sentiam saudades dos Tunings da subdivisão Underground da franquia, com um estilo mais ligado as tendências dos Rappers americanos. Alias, você percebeu que escrevi que você teria uma gangue? Pois é isso mesmo! Ao longo do game, você encontrará 7 corredores ao todo, que entrarão para sua gangue. Eles serão usados como ajudantes nas corridas, sendo que cada um deles tem um estilo de carro diferente e uma habilidade principal (Blockers - bloqueiam a passagem dos corredores -, Drafters - enquanto você estiver na linha deles, eles ajudam nas curvas e dão mais velocidade - ou Scouts - ajudam a encontrar atalhos, marcando-os no mini-mapa). Você poderá escolher a qualquer momento qual deles pretende levar para as corridas, conforme a ocasião que acha que fecha mais com um ou outro especificamente.  Vale lembrar também que logo no inicio da jogatina você vai ter de escolher entre três tipos de carros (Exotics, Muscles ou Tuners), sendo que sua escolha definirá quais carros poderão ser adquiridos ao longo do jogo.

Pros:
os gráficos são ótimos e apresentam corridas noturnas, com um clima bem mais voltado para as origens no PS2 (Need For Speed: Underground, no caso); o sistema de Tuning está aprimorado, tendo muito mais possibilidades do que seu antecessor; as corridas contras os chefes de cada gangue são sensacionais e muito desafiadoras (especialmente se estivermos falando dos Canyons, onde uma mínima derrapada em falso pode colocar tudo a perder!); muitos carros estarão disponíveis na loja de automóveis ao final do jogo, incluindo todas as marcas e modelos que já haviam se tornado clássicas em NFS (além de alguns “novatos” ausentes no game anterior, como as lendas Plymouth Hemi’ Cuda, Ford GT, Dodge Charger R/T, entre muitos outros); as sensacionais Cutscenes de Most Wanted foram mantidas nesse titulo, dando o mesmo clima cinematográfico para a aventura (onde Emmanuelle Vaugier fez um trabalho sensacional alias, interpretando com perfeição sua personagem Nikki); para quem tinha saudades das competições de Drift, elas estão de volta nessa versão.

Contras:
com o passar do tempo, as corridas começam a se tornar um pouco cansativas, pois diferentemente de Most Wanted (onde haviam campos, fazendas e estradas de todos os tipos), a cidade de Carbon tem pouca variação em sua geografia. Sendo assim, diversas corridas (não importando o trecho do game) acabam passando pelos mesmos locais já visitados várias vezes; novamente uma limitação na compra de carros aparece, sendo que desta vez é a divisão por classes. Se você escolher os Exotics no inicio, por exemplo, terá os melhores carros do gênero (Lamborghini Murcielago, exemplificando), mas não terá os melhores Muscles e Tuners, sendo que o mesmo vale para as demais escolhas. Isso pode incomodar um pouco, pois seria muito mais simples se todos os carros pudessem ser comprados, sem um direcionamento especifico para determinado estilo de automóveis.

Screenshots:










Trailer:


Considerações Finais: Need For Speed: Carbon sem dúvida foi uma sequência a altura de seu antecessor. Apesar de, por motivos pessoais, muitos preferirem Most Wanted, Carbon é um dos melhores NFS já lançados, tendo agradado um número imenso de fãs. Assim como em Most Wanted, você terá diversão e emoção de sobra com as corridas e perseguições que em nada deixam a desejar (além de alguns novos detalhes, que apesar de pequenos, foram suficientes para dar uma nova cara ao Gameplay)! Ambos os games apresentados nessa postagem merecem muito serem jogados por todos os fãs de algum Need For Speed, e por qualquer um que goste de automóveis! Alias, escrevendo sobre eles, senti uma grande vontade de zerá-los mais uma vez! Não deixem de jogar ambos, pois são excelentes games!  Deixem seus comentários! Até mais pessoal! Nos vemos logo mais!


3 comentários:

  1. Cara, coincidência grande essa! Faz pouquíssimos dias mesmo que comprei o NFS MW Black Edition pro meu Xbox e tô zerando ele de novo agora kk. Fazia tempo que tinha jogado no PS2 e até acabei trocando com um amigo. MW na minha opinião, tem como ponto mais forte unir o melhor das suas ultimas versões da série: as perseguições policiais alucinantes do Hot Pursuit, combinadas com o tunning viciante de Underground, pra mim, um jogo que agrada os gregos e troianos de NFS hsausauhuhsa. Que nem tu disse, os gráficos são lindos e foi uma boa sacada trocarem a noite do Underground pela tarde/manhã em MW, afinal, além da melhora gráfica natural, a combinação com os belíssimos efeitos de luz do Sol, refletindo nos carros e nas pistas, dão um toque a mais. É um jogo excelente, divertido e até meio apelão quando se tenta fugir da polícia nos níveis altos de Heat kkk. Tô curtindo muito zerar esse de novo.

    Quanto ao Carbon, quase não posso falar. Na época desse, eu peguei emprestado com um amigo e não consegui jogar por muito tempo sem enjoar. Acabei devolvendo pouco tempo depois e nunca mais joguei. Acho que tinha ficado meio cansado depois de jogar Hot Pursuit 2, Underground 1 e 2, MW, e no meio do caminho ainda ter o Midnight Club 3 kkk. Depois que eu zerar o MW, vou dar um tempo e ver se rola uma tentativa no Carbon.

    NFS é viciante, mas admito que meu favorito é o Underground 2 e como vi que tu é fã de NFS, creio que nem vou precisar pedir por um review dos Underground, porque pelo visto tu já fará dos demais NFS cedo ou tarde, ou tô errado? UHSAHSAUUHA

    Parabéns pelo review, sempre ajudando a trazer mais memórias o/
    Abraço o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, valeu cara! Sempre com seus comentários que trazem assuntos para essa area do Blog. Gosto disso, serio. Pois bem: de fato Need For Speed: Most Wanted é um game sensacional, tanto quando o assunto são os gráficos como quando é a jogabilidade. Esse é um daqueles games que você se diverte muito, pois é impossivel não se divertir com tanta adrenalina em um unico lugar! Porém, discordo de você em apenas um aspecto do seu comentário: eu acho que tratando-se de Tunning, Need For Speed Carbon acaba ficando na frente, pois como muitos os fãs dizem, Most Wanted acabou resumindo essa parte, ficando tambem atras de Underground. Porem, para mim isso não é um ponto que atrapalha ou ajuda, pois eu tenho a tendência de manter a originalidade dos carros em praticamente todas as minhas compras, modificando somente seu interior (até mesmo por gostar mais dos Muscles, que em minha modesta opinião de amante de automobilismo, ficam bem mais bonitos com suas caracteristicas exteriores de fabrica, com no máximo uma mudança na pintura). E quanto ao Carbon, eu não culpo você por não ter ido muito longe. Sua grande jornada pelos games de corrida possivelmente tenha sido o que te fez desistir dele, mas o fato é que não podemos negar que o Career do Carbon é menos empolgante que o de Most Wanted, justamente pela grande repetição que a cidade passa (como citei nos contras). Mas de qualquer forma, jogue-o quando puder, pois ele não fica muito atras do Most Wanted não! Um excelente game tambem! E para terminar, eu te digo: Sim! Com certeza a serie Need For Speed se seguirá aqui no Blog, com reviews dignas para cada um deles. Então, pode esperar, pois essa serie tem presença garantida em peso aqui pelo PCG.Blogspot apartir desse momento! Um forte abraço para você brother! Obrigado pelos comentários geniais de sempre e volte quando puder! Até mais o/

      Excluir
    2. Também acho que esse NFS consegue reunir muito bem o que seus antecessores colocaram na mesa, com um lindo gráfico.
      Sinto que os produtores se empenharam muito em fazer esse jogo quando olho para os que sairam depois... Talvez alguma pessoa responsável por ele tenha deixado o grupo na produção de outros, inclusive o Carbon, que é um bom NFS mas faltou alguma coisa que chamou as pessoas no MW.
      Chegaram a colocar missão de bater em carros no Undercover X________X Ou isso parace uma volta aos tempos de Driver, que utilizam-se desse recurso de uma forma muito mais interessante, ou parece aquele filme da Disney Carros, onde tudo gira em torno dos carros, até bater seria usando seu carro.
      A única coisa, pra mim, que faltou no Most Wanted foi a forma de se inserir adesivos ou peças no carro, achei um pouco limitado nesse NFS, e o Carbon já explora melhor essa área. Se eles pegassem a customização do Underground 2 e colocasse no MW, acredito que eles iriam revender muito.
      Esqueci de dizer que acho legal o sistema do Carbon de lhe fornecer ajudantes na corrida XD
      Eu também não sei explicar mas eu tenho aquela coisa pelo MW e não pelo Carbon, mas não sei explicar porque, mas ambos são ótimos, bem melhores que o Pro Street, onde só preciso avaliar o quesito "Liberdade que um NFS dá ao jogador".
      Ótimas reviews ^^ Não sabia que gostavas desse campo :D

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...